20 dezembro 2016

PALAVRAS&Cª NATAL 2016

Saiu no dia 16 de Dezembro, dia da festa de Natal da EPDRAC, o Palavras&Cª de Natal.
Fica aqui para leitura, através deste link:

http://joom.ag/ZlbW


07 dezembro 2016

OLE RØMER E A DETERMINAÇÃO DA VELOCIDADE DA LUZ

Ole Rømer foi o astrónomo que determinou a velocidade da luz em 1676, já lá vão 340 anos. Era dinamarquês e trabalhava no Observatório Real em Paris.
Antes já tinham sido feitas várias tenta-tivas para chegar a esse valor, tendo sido Galileu o primeiro a sugerir um método para o fazer. Galileu tentou fazê-lo com base na medição da longitude através da observação dos eclipses das luas de Júpiter, mas não conseguiu chegar a nenhuma conclusão.
Ole Rømer continuou essa investigação, descobrindo que os intervalos de tempo entre os eclipses diminuíam à medida que a Terra se aproximava de Júpiter, e aumentavam assim que a Terra se afastava. O astrónomo concluiu então que a diferença estava na velocidade da luz.
A Google fez  um doodle para o homenagear.

Fonte: http://observador.pt/2016/12/07/sabe-quem-e-ole-romer-veja-o-doodle-da-google/


17 novembro 2016

DIA DO NÃO FUMADOR

O Dia do não fumador foi assinalado na EPDRAC através de um trabalho em que participaram os alunos do 9ºA, Helena Madeira, Sofia Moura, Pedro Moisés, Francisco Carvão, Cláudio Bragança, Daniel Mileu e Dylan Almeida e as professoras Vera Lacão, Rosário Dias e Cristina Nunes, de Português, de Ciências Naturais e de História e Geografia. 
Os alunos pesquisaram as regras e os malefícios do tabaco e aplicaram o que aprenderam na construção dos slogans, que depois transpuseram para os cartazes aqui publicados.


Ficaram muito expressivos, passando de forma eficaz a mensagem sobre os perigos associados ao consumo de tabaco.

09 novembro 2016

CONVITE AOS NOVOS ALUNOS

As bibliotecas escolares foram criadas para as escolas e, se os alunos são a razão de ser das escolas, são-no também das bibliotecas escolares. 
Por esse motivo e como noutros anos, "convidámos" os novos alunos da EPDRAC a vir conhecer a nossa biblioteca, a usá-la e a dar-lhe vida; colaborou nesta iniciativa a professora de Português Vera Lacão.
A BiblioEPDRAC tenciona continuar a dinamizar algumas das atividades já desenvolvidas anteriormente e arrancar com novos projetos incluídos no Plano de Atividades a aprovar.
Um dos grandes desafios para este ano letivo é a criação da base de dados  concelhia, centralizada num website, que disponibilizará a informação e o fundo documental das três bibliotecas da vila: a municipal, a do AECAC e a da EPDRAC. 

03 novembro 2016

PROJETO DE ATRELAGEM NA EPDRAC

Com a finalidade de promover e dinamizar a modalidade de Atrelagem na EPDRAC, realizou-se no dia 2 de Novembro, pelas 11horas, na Biblioteca da escola, uma palestra para os alunos do 2º e do 3º ano do curso TGE e para os alunos do curso de Acompanhante de Turismo Equestre.
 J. Alexandre Matos, membro da direção da Associação Portuguesa de Atrelagem em Atrelagem de Tradição, fez um apontamento sobre a história da modalidade, do seu aparecimento nas Olimpíadas na Grécia e relevância no Império Romano. Para mostrar a importância das corridas de carros puxados a 2 ou a 4 de cavalos (as bigas e as quadrigas, respectivamente), conduzidos pelos aurigas, o orador nomeou Caio Apúlio Diócles , um lusitano que em 24 anos de carreira, participou em 4257 corridas, venceu 1462 e ficou em segundo lugar em 1437. Diócles ganhou durante a sua carreira mais de 35 milhões de sestércios, o que corresponde actualmente a 13 mil milhões de euros. É de crer que a maioria dos cavalos utilizados fossem Lusitanos, dada a fama que tinham no Império Romano.
Os aurigas podiam ser escravos ou homens livres, ganhavam muito dinheiro (se sobrevivessem) e poderiam tornar-se ricos e famosos.
O Circo Maximo, com capacidade para 250.000 espectadores, era a maior construção da cidade de Roma e o grande palco onde as Bigas e Quadrigas competiam. 

Já na parte da tarde iniciou-se o trabalho à guia com as poldras que vão ser utilizadas na atrelagem e que foram desbastadas pelos alunos da EPDRAC no ano letivo passado.
A coordenar este projeto e o diálogo com a Coudelaria de Alter, proprietária das poldras, está a professora da disciplina de Turismo Equestre, Ana Casquilho Ribeiro, que conta com o apoio de Manuel Henriques.


·   http://www.cavalo-lusitano.com/ficheiros_artigos/cavalo-lusitano-seculo-i-nos-hipodromos-romanos-j-alexandre-matos(1).pdf


02 novembro 2016

DIA DE FINADOS


É dia 2 de novembro, conhecido entre nós como Dia de Finados  ou de Fiéis Defuntos.
Desde o século II, alguns cristãos rezavam pelos falecidos, visitando os túmulos dos mártires para rezar pelos que tinham morrido. No século V, a Igreja dedicava um dia do ano para rezar por todos os mortos, por aqueles por quem ninguém rezava. Mais tarde, foi institucionalizado o dia 2 de Novembro, adotado pelos cristãos para lembrar todas as pessoas já falecidas. Os familiares dos defuntos vão ao cemitério para rezar pelas suas almas e pôr flores na campa.
Mas não são só os cristãos que recordam os seus defuntos, e os defuntos não são recordados da mesma forma por todos os cristãos em todas as culturas.

No México a morte é encarada de forma divertida, engraçada e festiva, representada por caveiras, em que cada caveira brincalhona tem um significado. O Dia de Finados é conhecido como o Día de los Muertos  (Dia dos Mortos) e é uma festa, uma das maiores comemorações do país, que começa no dia 31 de Outubro e termina na noite do dia 2 de Novembro, embora possa se esticar até meados do dia 3 e 4. 
http://mosca-branca.blogspot.pt/2013_11_01_archive.htmln 
Para os mexicanos, a morte é uma parte da vida, e não um momento de tristeza. As almas vão para um lugar melhor e, por isso, não há motivo para chorar. Eles acreditam que no Día de los Muertos  as almas têm permissão para voltar ao mundo dos vivos e reencontrar os seus entes queridos. 
Por isso esse dia é um motivo de festa para quem está vivo – e passar um dia e uma noite celebrando esse reencontro é uma forma de mostrar carinho e amor aos que passaram para o outro lado.
Antigamente, nas pequenas cidades do México, as famílias enterravam os mortos debaixo de suas casas porque o morto continuava a fazer parte da família. Assim, no Día de los Muertos, as grandes ceias eram feitas em casa, pois a família já estava toda “reunida” e no mesmo lugar.

Com o passar dos anos e como já não é possível enterrar os mortos em casa, as famílias fazem a ceia desse dia no cemitério.Em alguns lugares, existe um ritual em que a família vai para o cemitério e retira os ossos do morto do túmulo para limpar. Para eles, limpar os ossos do morto é a demonstração máxima do amor que ainda sentem. Após a limpeza os ossos são devolvidos ao túmulo.
Adaptado de:

06 junho 2016

Hoje "é" o DIA D

Foi há 72 anos, o “Dia D”, e é bom recordarmos e ensinarmos aos mais novos, o que foi, para evitarmos que se repita.
Decorria a 2ª Guerra Mundial, que fez milhões de mortos, entre soldados e civis, já para não falar no Holocausto, que só por si matou 6 milhões de judeus. Inúmeras cidades da Europa ficaram destruídas.
Londres destruída
NESTE dia D (a denominação é utilizada militarmente e designa um determinado dia para o qual está programada uma operação militar) deram-se os desembarques da Normandia, operações levadas a cabo pelos aliados, também conhecida como Operação Overlord e Operação Neptuno. No dia 6 de junho de 1944, cerca de 100 mil soldados, com o apoio de 6 mil navios e 5 mil aviões, desembarcaram ao longo de um trecho de 80 km na costa da Normandia, França, abrindo uma nova frente de guerra.
O assalto foi realizado em duas fases: uma aterragem de assalto aéreo de 24 mil britânicos, americanos, canadianos e tropas livres francesas aerotransportadas, pouco depois da meia-noite, e um desembarque anfíbio da infantaria aliada e divisões blindadas na costa da França, com início às 6:30 da manhã. Paralelamente havia também as operações de engodo montado sob os nomes Operação Glimmer e Operação Tributável, para distrair as forças da Alemanha nazi das áreas de ação real.


A Alemanha, por iniciativa de Rommel, esperando o desembarque aliado, procurou defender-se através da chamada muralha do Atlântico. Rommel, com sua grande experiência militar, previra que o desembarque aliado ocorreria nas praias a noroeste da França, tornando assim essa batalha um verdadeiro inferno para os Aliados, que sofreram pesadas baixas.
Os aliados, para além de terem de enfrentar o perigo representado pelo inimigo, tiveram também de ultrapassar os perigos do desembarque, quando as rampas dos barcos LCVP se abriam, e suportar o peso da carga dos equipamentos, e enfrentar o vento e as ondas antes mesmo de chegarem a terra. O ataque das praias foi, com certeza, mais sangrento na praia de Omaha, onde os soldados tiveram que enfrentar minas, arames farpados, canhões franceses de 155 milímetros capturados pelos alemães, os famosos obstáculos chamados "porcos-espinhos" e tiros de metralhadoras MG42 alemãs. 
Os alemães ficaram em desvantagem, entre outros motivos, pela incapacidade de prever a data da operação e pela divergência quanto ao local do desembarque aliado. O general alemão Rommel era de opinião que os Aliados escolheriam provavelmente a Normandia, mas Hitler estava convicto de que ela seria mais a norte, em Calais.
Consumado o desembarque e a ruptura das defesas, os aliados ficaram com o caminho aberto para o coração da Europa ocupada.


02 junho 2016

Ação de sensibilização sobre Infeções Sexualmente Transmissíveis

No âmbito da colaboração desenvolvida no presente ano lectivo entre a Biblioteca da EPDRAC  e o Centro de Saúde de Alter do Chão, realizou-se uma campa-nha de sensibilização sobre sexualidade levada a cabo pela enfermeira Ana Paula Ramalho.
Achando que o tema é sempre atual e que nunca é demais alertar os jovens para as precauções que devem tomar em função dos comportamentos que adotam, a ação teve como objectivo contribuir para a formação dos alunos. 
Na ação estiveram envolvidos a disciplina de Biologia, a Biblioteca da EPDRAC e o Centro de Saúde de Alter do Chão e abrangeu todos os alunos, que se mostraram interessados e muitos puseram questões pertinentes.
Verifica-se que, apesar de toda a informação hoje em dia disponível e ao alcance dos nossos jovens, eles continuam a acreditar que não é direcionada a eles, porque "isso a mim não acontece". Em família, apesar de haver mais liberdade de expressão e maior proximidade entre pais e filhos, o diálogo e a informação, por um motivo ou por outro, continua a não passar de forma efetiva.

20 maio 2016

EFEMÉRIDES DE 20 DE MAIO


HOJE, DIA 20 DE MAIO, AS EFEMÉRIDES ESTÃO MUITO VOLTADAS PARA O MAR:
·     O Dia Europeu do Mar celebra-se anualmente nesta data, visando chamar a atenção para a importância do mar no seu dia a dia, para a economia e criação de emprego, tanto nas comunidades costeiras como em zonas sem acesso ao mar, um pouco por toda a Europa.
·     1873 - É registada a patente das calças de ganga, como hoje as conhecemos, por Jacob Levi Strauss.
·     1927 - O aviador norte-americano Charles Lindbergh inicia o voo sobre o oceano Atlântico.
·     1911 - É eleita a Assembleia Nacional Constituinte da I República Portuguesa, por sufrágio direto.

Para nós, portugueses, o dia 20 de Maio tem um significado maior:
·     Em 1277, morre Pedro Hispano, português, eleito Papa com o nome de João XXI.
·     Em 1498, chegada da Armada de Vasco da Gama a Calecute, na Índia
·     Em 1898, com a presença da Família Real e numerosas individualidades da época, é inaugurado, no Dafundo, o Aquário Vasco da Gama.
·     Celebrando mais um aniversário sobre essa data comemora-se em Portugal o Dia da Marinha

o Aquário Vasco da Gama foi um dos primeiros aquários no mundo, sendo a sua construção ordenada pela Comissão Executiva da celebração do 4º Centenário da partida de Vasco da Gama para a viagem do descobrimento do Caminho Marítimo para a Índia.
Na altura da inauguração o Rei D. Carlos, cuja influência havia sido determinante para a edificação do Aquário, realizou numa das suas salas uma exposição com o material zoológico por ele recolhido nas campanhas oceanográficas de 1896 e 1897.
O Aquário ficou propriedade do Estado, e em fevereiro de 1901, a sua administração foi entregue à Marinha, onde permanece até hoje como organismo cultural.
Em 1935 a Liga Naval Portuguesa doou ao Aquário Vasco da Gama a Coleção Oceanográfica D. Carlos I e respetiva Biblioteca.
Atualmente o Aquário Vasco da Gama é fundamentalmente uma instituição didática, um centro de divulgação da vida aquática e de investigação.


09 maio 2016

9 DE MAIO – Dia da Europa

O “Dia da Europa”, comemorado a 9 de maio, nasceu no Conselho Europeu de Milão, de 28 e 29 de junho de 1985 e foi celebrado pela primeira vez em 1986.
No dia 9 de maio de 1950, pelas 16h00, Robert Schuman, o então ministro francês dos Negócios Estrangeiros, apresentou, no Salon de l'Horloge do Quai d'Orsay, em Paris, uma proposta com as bases fundadoras do que é hoje a União Europeia.
Esta proposta, conhecida como "Declaração Schuman", baseada numa ideia originalmente lançada por Jean Monnet, trazia consigo valores de paz, solidariedade, desenvolvimento económico e social, equilíbrio ambiental e regional e incluía a criação de uma instituição europeia supranacional incumbida de gerir as matérias-primas que nessa altura constituíam a base do poderio militar: o carvão e o aço.
Por se considerar que esse dia foi o marco inicial da União Europeia, os Chefes de Estado e de Governo, na Cimeira de Milão de 1985, decidiram consagrar o dia 9 de maio como "Dia da Europa".
Na EPDRAC este ano o dia da Europa tem mais significado, depois de termos iniciado a vivência do projeto "Re | discovery of horses".  Conhecemos escolas e colegas de outros países, fizemos programas e trabalhos em conjunto, sempre em ambiente de camaradagem muito  construtiva.
http://www.calendarios.info/datas-comemorativas-em-maio/

06 maio 2016

Palavras&Cª Abril 2016

Como é tradicional, foi publicado no dia 24 de Abril o jornal da Biblioteca da EPDRAC, Palavras&Cº.
Aqui fica, para leitura (no link):
Palavras&Cª Abril 2016

DESFILE LITERÁRIO

Organizado pelas Rede Concelhia de Bibliotecas de Alter do Chão, com coordenação da professora bibliotecária do AECAC, Cláudia Marçal , realizou-se no dia 4 de Maio o "Desfile Literário" nos Jardins do Álamo.

O evento, que consistiu na leitura de excertos de obras, contou com a participação de cerca de 20 "personagens", todas caracterizadas de acordo com o excerto que leram. Houve o Peter Pan, o Tom Sawyer e o Huckleberry Finn, Camões, 2 Carochinhas, o Princepezinho, todos guiados pelas fadas da leitura. 

A EPDRAC também esteve representada com a Ana Conchinha e o Tomás Afonso do 10º ano TPA, que leram um excerto do conto Destinos dos Novos Contos da Montanha, de Miguel Torga. Vestiram trajes que o rancho folclórico As Ceifeiras de Alter do Chão emprestaram para o efeito. 


De um modo geral todos os participantes leram muito bem, O espetáculo foi muito bonito e estão de parabéns a Cláudia Marçal e todos os que a apoiaram no "Desfile Literário". 

A Ana e o Tomás também estiveram muito bem, leram de forma clara e expressiva. A Cláudia Marçal deu os parabéns. Agradeço-lhes a disponibilidade e a coragem da sua participação.
Agradeço também ao rancho As Ceifeiras a cedência dos fatos.



13 abril 2016

EFEMÉRIDES




Hoje, 14 de Abril, podemos lembrar vários acontecimentos que se deram neste dia. 

1912 - Tragédia do Titanic

O RMS Titanic foi um navio de passageiros britânico, projetado pelos engenheiros navais Alexander Carlisle e Thomas Andrewsconstruído e construído pelos estaleiros da Harland and Wolffem Belfast. O Titanic foi pensado para ser o navio mais luxuoso e mais seguro de sua época, gerando lendas que era supostamente "inafundável".
A embarcação partiu em sua viagem inaugural de Southampton para Nova Iorque em 10 de abril de 1912, tendo colidido com um iceberg às 23h40min do dia 14 de abril e afundado na madrugada do dia seguinte com mais de 1 500 pessoas a bordo, sendo um dos maiores desastres marítimos em tempos de paz de toda a história.
O seu naufrágio destacou vários pontos fracos do projeto, deficiências nos procedimentos de evacuação de emergência e falhas nas regulamentações marítimas da época. Comissões de inquérito foram instauradas nos Estados Unidos e no Reino Unido, levando a mudanças nas leis internacionais de navegação que permanecem em vigor mais de um século depois.
Os destroços do Titanic foram procurados por décadas até serem encontrados em 1985 por uma equipe liderada por Robert Ballard, a 650 km a SE daTerra Nova, Canadá, a 3843 m de profundidade. A sua história e naufrágio permaneceram no imaginário popular durante décadas, levando à produção de vários livros e filmes, nomeadamente o filme Titanic de 1997.
O Titanic tinha 269 metros de comprimento por 28 metros de largura e 53 metros de altura, operava com uma tripulação de 892 pessoas e podia transportar até 2435 passageiros dispostos em três classes. Além disso, a embarcação também carregava correio e por isso recebeu o prefixo Royal Mail Ship (RMS). Ao todo, o Titanic custou 7,5 milhões de dólares em valores da época.

O navio era dividido em dez convés, sendo o maior navio transatlântico construído até então. O convés mais alto era chamado de "convés superior" ou "convés dos botes" e era onde ficavam localizados os botes salva-vidas, alojamento dos oficiais e a ponte de comando.
O Titanic fornecia aos seus passageiros as instalações mais luxuosas e confortáveis do que qualquer outro navio contemporâneo. As instalações da primeira classe incluíam um ginásio com os equipamentos mais modernos da época, quadra de squash, uma sala de fumo decorada com uma lareira e pinturas de Norman Wilkinson, um restaurante à la carte, dois cafés decorados com palmeiras, uma piscina coberta, banhos turcos, uma sala de leitura com vitrais e um convés de passeio coberto. As cabines eram igualmente luxuosas, algumas com casa de banho privativa (uma coisa rara na época), duas delas inclusive possuindo o seu próprio convés de passeio privado.


1921 - Início da publicação em folhetim de uma novela de Aquilino Ribeiro

A 14 de Abril de 1921, Aquilino Ribeiro inicia, no Diário de Lisboa, a publicação em folhetim da novela À Busca da Boa Sorte.O folhetim é uma narrativa literária dos géneros prosa de ficção e romance e possui duas características essenciais: quanto ao formato, é publicada de forma parcial e sequenciada em periódicos, como os jornais e revistas; quanto ao conteúdo: apresenta narrativa ágil, profusão de eventos e ganchos intencionalmente voltados para prender a atenção do leitor. Com as devidas diferenças, poderemos compará-la à actual telenovela.O folhetim (do francês feuilleton, folha de livro) surgiu na França no início do século XIX, na sequência do aparecimento da imprensa. Foi adotado no Brasil pouco depois, fazendo enorme sucesso na segunda metade do século XIX. Eram publicados diariamente em jornais da capital do Império (Rio de Janeiro) e jornais do interior, em espaços destinados a entretenimento.O escritor português Aquilino Ribeiro (1885–1963) tinha 35 anos quando esta novela começou a ser publicada no Diário de Lisboa.A linguagem utilizada caracteriza-se pelo uso de construções frásicas de raiz popular, cheias de provincianismos. Aquilino foi sobretudo um estilista e, por isso, a sua linguagem é castiça e arejada, frequentemente condimentada nos diálogos com expressões entre ridículas e sarcásticas.Apesar de ter optado por uma literatura de tradição, Aquilino procurou ao longo da sua vida uma renovação contínua de temas e processos, tornando-se assim muito difícil sistematizar a temática da sua vastíssima obra.

http://www.leme.pt/historia/efemerides/0414/ 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Folhetim 

16 março 2016

SEMANA DA LEITURA

Mulher com M grande, por Zuzu Baleiro







No âmbito da Semana da Leitura, recebemos hoje de manhã a visita de Zuzu Baleiro, que nos veio falar de várias GRANDES MULHERES, revolucionárias para a sua época e que contribuíram para evolução dos tempos e das mentalidades.De Públia Hortênsia de Castro (Vila Viçosa1548 - Évora1595), uma das mais notáveis e célebres figuras do humanismo português, a Rosa Mota, atleta que conquistou para Portugal a medalha de ouro da Maratona, nos Jogos Olímpicos de Seul, Zuzu Baleiro mostrou-nos que podemos ser uma referência, em qualquer época e em qualquer lugar, se valorizarmos as nossas capacidades e nos dedicarmos com paixão àquela que for a nossa vocação.



15 março 2016



Estamos na Semana da Leitura, que este ano se realiza de 14 a 18 de Março sob o lema "Elos de Leitura".
Na EPDRAC vamos celebrá-la em conjunto com a Biblioteca Escolar do AECAC e com a Rede Concelhia de Bibliotecas.
No dia 15 vamos ter na Biblioteca da EPDRAC Zuzu Baleiro, uma professora que nos vem falar de "Mulheres com M grande", como Florbela Espanca, Sophia de Mello Breyner e Natália Correia.

No dia 16 vai ser inaugurada no Castelo de Alter, com a presença de Rui Arimateia e Joana Serpa Branco, a exposição "O Conto Tradicional - Memória, Identidade, Partilha" um projeto da Câmara Municipal de Évora que vai estar patente naquele espaço durante cerca de um mês.

Também o Clube de Leitura vai continuar a ser dinamizado.





01 março 2016

Fevereiro, mês da "net mais segura"


No mês de Fevereiro comemora-se o mês da "net mais segura", que e a BE da EPDRAC não quis deixar passar em branco.

Com a colaboração da Escola Segura, desenvolveu uma ação de sensibilização dos alunos para a utilização de forma segura dos recursos de que podemos dispor, que fazem parte do nosso dia a dia, mas que tantas vezes, por trás, podem esconder perigos que temos de saber evitar. Os alunos que participaram nestas ações foram os dos cursos vocacionais (8º e 9º anos) e os do 10º ano dos cursos profissionais.


Esperamos que as repetidas chamadas de atenção para possíveis riscos criem neles atitudes conscientes na utilização dos recursos inesgotáveis que a internet oferece.


02 fevereiro 2016

Regulamento do concurso "QUERES FAZER UMA MÚSICA?"

  1. Explora a página www.seguranet.pt
  2. faz os jogos (http://www.seguranet.pt/jogo/), fixa as regras
  3. Seleciona as regras que consideraste mais importantes
  4. Faz com elas uma letra para adaptares a uma música, de preferência criada por ti; senão, adapta uma música que se adeque à letra (hip-hop, rap, canto alentejano…)
  5. Deves utilizar um mínimo de 6 regras, um máximo de 8
  6. Com cada regra deves compor uma quadra.  Por exemplo:  

Se no facebook entrar,
na escola ou no café,
a sessão vou terminar,
antes de arredar o pé.

  1. Podes acompanhar com um instrumento musical… ou não!
  2. Convida os teus amigos para te ajudarem na composição e para te acompanharem na interpretação.
  3. E convida outros amigos para fazerem mais canções!
  4. Até dia 15 de fevereiro deves entregar a letra e um vídeo (por youtube) com a interpretação da canção.
  5. Até dia 19 nós avaliaremos a melhor música.
  6. O júri será formado por 4 elementos:
  • Um elemento da direção da escola
  • O professor de TIC
  • A professora bibliotecária
  • Por votação dos alunos da EPDRAC no moodle da escola.



Venho fazer-te um desafio: QUERES FAZER UMA MÚSICA???

VAMOS UTILIZAR A INTERNET DE FORMA SEGURA?
Para que isso aconteça, temos de saber as regras de utilização segura.
Podemos consultá-las em vários locais, que nos dão conselhos sobre o assunto.
Podemos ir, por exemplo, à página da SEGURANET.PT. 
Aí encontraremos conceitos relacionados com o uso da internet, vírus e mecanismos de
prevenção, para além de conselhos e regras de utilização, sob a forma de jogos.
e hoje venho fazer-te um desafio:  
QUERES FAZER UMA MÚSICA??? 
Consulta (NA PRÓXIMA MENSAGEM DESTE BLOG OU NO NOVO MOODLE DA EPDRAC) as boas regras de utilização da internet e segue as regulamento do concurso. Ficamos à espera!




29 janeiro 2016

CLUBE DE LEITURA

Quando perguntamos a um aluno ou a um grupo de alunos se lê ou gosta de ler, raramente a resposta é afirmativa.
No entanto, ler é uma atividade essencial. 
A leitura é uma forma de aprendizagem com múltiplas potencialidades: ajuda a moldar a personalidade e a forma de estar perante a Vida e a Sociedade, desenvolve a capacidade de reação aos estímulos e a criatividade, abre mundos inacessíveis na realidade. No que toca ao “saber”, é uma fonte inesgotável e em constante renovação. 
Para que assim seja, é necessário “saber ler”: saber apreender, saber interpretar, saber selecionar, saber aplicar. Muitas vezes, não gostamos de ler porque não “sabemos ler”.
Criámos o "Clube de Leitura" da EPDRAC, da responsabilidade da biblioteca e dos professores de Português, com o objetivo de desenvolver o gosto pela leitura, as capacidades decorrentes de "saber ler" e é para todos os que são parte da EPDRAC.        



12 janeiro 2016

Charles Perrault, o "Pai da Literatura Infantil"


Qual de nós nunca ouviu contar, e leu, as histórias do Capuchinho Vermelho, da Bela Adormecida, do Gato de Botas, da Cinderela, do Barba Azul ou do Polegarzinho?
Pois bem, celebra-se hoje o aniversário do nascimento do seu autor, Charles Perrault . Conhecido como o Pai da Literatura Infantil, Charles Perrault nasceu há 388 anos, em Paris.(12 de janeiro de 1628 — 16 de maio de 1703).
Foi escritor e poeta e estabeleceu bases para um novo género literário, o conto de fadas.  A maioria das suas histórias ainda hoje são editadas, traduzidas e distribuídas, bem como adaptadas para teatro, cinema e televisão, tanto em formato de animação como de ação viva, como é o caso do filme “Cinderela”, realizado em 2015 (https://www.youtube.com/watch?v=KsnlU2y-Lz0 ).
Além de ter sido o primeiro a dar acabamento literário a esse tipo de literatura, Perrault também foi advogado e exerceu algumas atividades como superintendente do Rei Luís XIV de França.
Aos 67 anos resolveu registar as histórias que ouvia a sua mãe e nos salões parisienses. O livro, publicado em 11 de Janeiro de 1697, quando contava quase 75 anos, recebeu o nome de "Histórias ou contos do tempo passado com moralidades", mas também era chamado de "Contos da Velha" e "Contos da Cegonha", ficando, afinal, conhecido como "Contos da mãe gansa". A publicação rompeu os limites literários da época e alcançou públicos de todos os cantos do planeta. Ao fazer isto, tornou-se o primeiro a dar um fim literário a estes tipos de histórias, antes apenas contadas entre as damas dos salões parisienses.
(https://pt.wikipedia.org/wiki/Charles_Perrault - texto adaptado em 12/01/2016)