03 abril 2018

1º ENCONTRO DO PROJETO CON.RAÍZES


O projeto con.raízes nasceu no âmbito da Rede Interconcelhia de Bibliotecas Escolares que integra as escolas dos concelhos de Alter do Chão, do Crato, do Gavião e de Nisa.
Este projecto consiste na recolha e recriação de manifestações do património cultural dos concelhos englobados por esta rede (lendas, artesanato, gastronomia,…) e tem como objectivos valorizar manifestações do património cultural, contribuir para a salvaguarda da memória dos usos e costumes das populações, valorizar a transmissão do património imaterial local às novas gerações, bem como desenvolver a oralidade e o gosto pela leitura e pela escrita, para além de promover o convívio entre alunos dos diferentes concelhos envolvidos. Está prevista a realização de um encontro por ano e por concelho, ao longo de quatro anos letivos.
O 1º encontro teve lugar no dia 20 de Março, na Sala dos Trens da Coudelaria de Alter e foi organizado pela biblioteca da EPDRAC. O Programa desenrolou-se entre as 10.30h, com a Receção às escolas, e as 16.00h, e contou com a visita guiada à Coudelaria, uma atividade hípica para os alunos que quisessem experimentar fazer um pouco de volteio a cavalo, a apresentação da lenda O Dia da Sereia, de José Jorge Letria, por Luís Ensinas Nunes, e a apresentação das lendas pelos alunos das escolas do Crato, a Lenda de Flor da Rosa, de Nisa, a Lenda da Safra da Moura, e de Alter do Chão, a Lenda da Ponte de Vila Formosa, e da EPDRAC, a Lenda dos doze melhores de Alter.
As escolas envolvidas contaram com o apoio de diversas entidades, como as respectivas Câmaras Municipais e as Juntas de Freguesia. A EPDRAC para além do apoio fundamental destas entidades, contou também com o apoio da Coudelaria de Alter, que disponibilizou a Sala dos Trens e ofereceu a visita guiada pela Inês, da Câmara Municipal de Portalegre, a quem devemos a presença do Diretor da Biblioteca Municipal, dos AE de Monforte e do Crato, bem como do Rancho “As Ceifeiras” de Alter, que emprestaram os fatos para recriação de época; o Tiago emprestou as espadas. O canal “Sol e Toiros” fez a reportagem (https://www.facebook.com/soletoiros/videos/1702837443088520/).
 A “Lenda dos Doze Melhores de Alter” foi apresentada pelos alunos do 2º ano TGE do 1º ano TGE e TPA, que também organizaram o cenário da lenda; o volteio a cavalo foi possível devido à colaboração do professor Isalindo Lourenço e de alunos do 2º ano TGE. O Prof. Isalindo Lourenço, o Miguel Pirra e o Pedro Moisés montaram o cenário na Casa dos Trens, o oitavo ano desmontou-o. Foi PRECIOSO o apoio da Professora Bibliotecária do AE do Crato e contei também com o da Coordenadora da Rede Interconcelhia .
Muito obrigada a todos.