14 novembro 2020

"25+ A vida é uma escola"



E pronto! O livro "25+ A vida é uma escola", de André Fernandes, foi entregue à aluna contemplada no sorteio.

Como sabem todos os que participam nos encontros com o André, podem habilitar-se ao livro que ele sorteia por cada escola que visita. Para isso basta que os alunos presentes se tornem seus seguidores no Instagram.

Este ano foi a Leonor Massano, do curso de Técnico de Produção Agropecuária, quem ganhou o livro. 

Parabéns Leonor! Boas leituras 😍.

Obrigada André por mais este "miminho" para os nossos alunos!






05 novembro 2020

A TERRA TREME




Hoje foi dia de "A TERRA TREME", o exercício organizado anualmente pela Autoridade Nacional de Proteção Civil como forma de sensibilização à atuação em caso de sismo. 

Este ano preferimos alargar essa sensibilização a outras áreas de perigo, como incêndios, acidentes de automóvel ou com máquinas agrícolas e quedas de cavalo.

Tivemos o apoio dos Bombeiros Voluntários de Alter do Chão, que agradecemos, com presença do comandante Francisco Pimenta e da bombeira Carla Guedelha, que fizeram uma demonstração sobre o socorro a feridos, tendo ainda o Comandante alertado para o que deve ser feito em caso de queda de cavalo, que acontece com alguma frequência na EPDRAC, ou acidente com máquinas agrícolas. 

Nunca sabemos quando pode acontecer um acidente ou uma catástrofe. Mas muitos acidentes podem evitar-se se tivermos o comportamento adequado; também as consequências das catástrofes podem em alguns casos ser minoradas através de estratégias adotadas antecipadamente, como ao decorarmos a nossa casa, podemos reduzir os riscos sísmicos.

30 outubro 2020

A ORIGEM DO HALLOWEEN

Algumas professoras e funcionárias da EPDRAC decidiram brincar ao Halloween. Estava no Plano Anual de Atividades. Vestiram-se a preceito e ofereceram 
doçuras... 😊  

O primeiro registo do termo Halloween é de cerca de 1745. É uma contração do termo escocês All Hallows' Eve que significa véspera do Dia de Todos-os-Santos, data comemorativa do calendário cristão. Embora existam várias teorias sobre a sua origem, a mais difundida aponta para o festival celta das colheitas, Samhain, celebrado na Irlanda, Escócia e Ilha de Man, entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão").

As festividades eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana. A "festa dos mortos" seria uma das datas mais importantes, pois celebrava o que para os cristãos seriam "o céu e a terra". As festas eram presididas pelos sacerdotes druidas, que atuavam como "médiuns" entre as pessoas e os seus antepassados.

Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar "Todos os Mártires". Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV transformou o Panteão, o templo romano dedicado a todos os deuses, num templo cristão que dedicou a "Todos os Santos". A festa, inicialmente celebrada no dia 13 de maio, passou para 1 de novembro, dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma.

Como festa grande, ganhou a sua vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro), o All Hallow's Eve.

Na Idade Média, um costume do Dia de Finados era o souling (de "soul", alma), em que crianças iam pedindo pelas portas um bolo, o "bolo das almas", em troca do qual fazia uma oração pelos familiares falecidos de quem lhes dava o bolo.

Essa tradição poderá ter evoluído para a tradição de pedir um doce, sob ameaça de fazer uma travessura (trick or treat, "doce ou travessura").

A pouco e pouco foi incorporada uma série de elementos, de que temos por exemplo o costume dos "disfarces", possivelmente nascido na França entre os séculos XIV e XV, na sequência da Peste Negra, que criou entre os católicos um grande temor e preocupação com a morte.

Multiplicaram-se as missas na festa dos Fiéis Defuntos e nasceram muitas representações artísticas que recordavam às pessoas a sua própria mortalidade, algumas delas conhecidas como danças da morte ou danças macabras.

A atual festa do Halloween é, assim, produto da mescla de muitas tradições,  algumas das quais não enumerámos aqui. 

Entre as atividades de Halloween estão festas e fantasia, o "doce ou travessura", decorar a casa, fazer lanternas de abóbora, fogueiras, jogos, ir a festas "assombradas", contar histórias assustadoras e assistir a filmes de terror. 

Dia das Bruxas, Wikipédia, https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_das_Bruxas (Texto adaptado)

26 outubro 2020

MIBE - Mês Internacional da Biblioteca Escolar

 Em Outubro celebra-se o MIBE. O tema deste ano é Descobrir caminhos para a saúde e o bem-estar, em que a biblioteca da EPDRAC está perfeitamente enquadrada. Diz a RBE, relativamente ao tema escolhido, que "A biblioteca escolar, assumindo a missão de servir a comunidade, é convidada a celebrar neste mês os caminhos que vai descobrindo para ajudar a promover a saúde e o bem-estar ocupacional, emocional, físico, espiritual, intelectual e social das crianças e jovens."

Um dos pontos fortes do nossos Plano Anual de Atividades incide exatamente no apoio aos nossos alunos na descoberta desses caminhos. Porque são jovens e, muitos deles, porque residem em Alter durante o ano letivo, sem as famílias.

Para isso contamos com a colaboração dos nossos parceiros, que desenvolvem ações de esclarecimento e se disponibilizam para os apoiar para além destas sessões.

Agradecemos-lhes todo o apoio e colaboração!

ESTIVEMOS COM O ANDRÉ FERNANDES NA EPDRAC!!!


Hoje tivemos o André Fernandes novamente na EPDRAC, para conversar com os nossos alunos. Eles gostam, o que o André lhes diz "toca-os". É bom terem alguém jovem que lhes dá resposta a inquietações e dúvidas. O André “descomplica” o complicado.

Este ano pedimos-lhe para vir no Dia da Biblioteca Escolar, integrada no MIBE, Mês Internacional da Biblioteca Escolar. 

O André conversou com os 11º e 12º anos, cerca de 70 alunos divididos em dois grupos, e com os professores que os acompanhavam. Foi no pavilhão de EF, agora improvisado para aulas, para permitir o distanciamento necessário. 

E a conversa escorreu, fácil. Alunos e professores puseram questões, falaram das suas experiências. No fim, grupos mais pequenos de alunos e de professores ficaram a conversar com o André

Ele vai voltar😉 !

01 outubro 2020

PALAVRAS&Cª - EDIÇÃO DE SETEMBRO

O Palavras&Cª, jornal bianual da EPDRAC, sai tradicionalmente pelo Natal e pela feira de Abril. Este ano não foi oportuno lançar a edição de Abril, devido ao confinamento. Decidimos por isso fazer uma edição especial no início do ano letivo, a fim de dar as boas vindas a todos os alunos e professores, principalmente aos que estão de novo na EPDRAC, para ficarem a conhecer o que por aqui fazemos. 
E fazemos coisas muito boas! 



15 abril 2020

COMO CORRE A ESCOLA ONLINE?

Um mês depois do início da quarentena, como têm decorrido as aulas online?

A EPDRAC adaptou as orientações provenientes do ME/DGE às características da escola e dos cursos CEF e Profissionais, em que cerca de 50% das atividades letivas são de teor prático e incompatível com aulas online. Foi por isso dada prioridade às disciplinas e aulas de caráter mais teórico.  

Os professores tiveram liberdade para escolher a forma como podem dar as aulas, desde que sejam síncronas com regularidade, a fim de melhor poderem acompanhar os alunos e a sua participação e evolução. Em poucos dias, adaptaram os planos de aulas presenciais a aulas digitais. 

Para as atividades letivas a plataforma Zoom está a ser a mais utilizada; para a entrega de trabalhos, o email é o preferido. Também o Whatsapp é pontualmente utilizado.

Os alunos tiveram de criar as condições necessárias para assistirem às aulas, para fazerem os trabalhos, … por vezes para vários estudantes ao mesmo tempo na mesma casa, nos casos de vários filhos.


Este tem sido um processo verdadeiramente desafiador para todos, professores, alunos, pais e escola. Estamos a adaptar-nos e a descobrir soluções.

ESTAMOS A ANDAR! 😀


20 março 2020

ESTAMOS DE QUARENTENA !


A EPDRAC, a exemplo de todas as outras escolas, teve de interromper, quem sabe se terminar para este ano letivo, as aulas presenciais.

Com mais razões se calhar o fazemos nós, já que a maioria dos nossos alunos vem de todos os cantos do país e alguns estão alojados em casas de pessoas de mais idade, exatamente o grupo mais vulnerável à doença.

Ainda não sabemos - ninguém sabe - que medidas vão ser tomadas para permitir que os alunos, principalmente os que terminam este ano os seus cursos, CEF ou Profissional, façam Formação em Contexto de Trabalho (FCT). Por um lado, eles não podem ser prejudicados por algo de que não têm a responsabilidade; por outro lado, a FCT é a MARCA dos cursos profissionais, o que realmente faz a diferença em relação aos outros cursos. 

Vamos aguardar e esperar que sejam adotadas as melhores soluções.


11 fevereiro 2020

DIA DA INTERNET MAIS SEGURA 2020

Comemora-se hoje, dia 11 de Fevereiro, o Dia da Internet mais segura.


Nunca é demais lembrarmo-nos de que a Internet, além de um poderosíssimo aliado, com possibilidades quase inesgotáveis, pode representar também um enorme perigo, quando utilizado com a finalidade de prejudicar ou "atacar" pessoas.
Hoje, para nos falar sobre literacia digital, que nos ensina a navegar na internet tirando dela o maior proveito possível com o máximo de segurança, esteve connosco Jorge Borges, um dos criadores do MILD, Manual de Instruções da Literacia Digital.
A sessão na EPDRAC está disponível no Biblio Tubers e está também presente no blogue de Jorge Borges TIC, Educação e Web.
Obrigada por terem estado connosco na EPDRAC, é sempre muito bom termos oportunidades de aprender, pois como diz o nosso convidado, Quem sabe está sempre à frente.

23 janeiro 2020

CONCURSO NACIONAL DE LEITURA - CNL


Hoje a EPDRAC esteve representada na fase concelhia do CNL com a Nádia Malheiro e o Guilherme Filipe. Para nós foi uma estreia. Com muito nervosismo por trás, como acontece nas estreias. Mas valeu bem a pena vencer a timidez e os dois leram muito bem 😊! O Gui passou à fase distrital, que vai ser no Gavião. A Nádia (ela ainda não sabe 😏) vai voltar a tentar para o ano, com outros alunos que queiram participar.
O livro que leram foi O pintor debaixo do lava-loiças, de Afonso Cruz. Conta a história de um pintor judeu que, durante a 2ª Guerra Mundial, se refugiou em casa dos avós do autor e se escondia debaixo do lava-loiças para não ser descoberto. Tinha muitos livros de desenhos: nuns desenhava olhos fechados, noutros olhos abertos, noutros árvores, noutros mãos, ... Era uma pessoa um pouco especial, com uma forma de ver as coisas à sua volta também especial. Quando começamos a ler, o livro é um livro um bocado estranho. Mas quando paramos para pensar no que está escrito, vemos que as coisas são mesmo assim. Por exemplo, que temos três estômagos: um que come, outro que respira e outro que ouve e vê, é e com este que aprendemos, que criamos: ele é, ao fim e ao cabo, o motor do Mundo; que as árvores, no Inverno, são simétricas, a parte que está acima do solo é igual à que está enterrada, e outras coisas que, se quiserem saber, terão de ler o livro 😍 .
E o Afonso Cruz estava lá, e falou um bocadinho da sua história como escritor e como profissional, porque ele tem muitas profissões: é realizador de filmes de animação, é ilustrador, é músico, é escritor.
Ele disse que gosta de tudo o que faz, portanto para ele trabalhar é um prazer. Disse também que é muito importante gostarmos do que fazemos na nossa profissão, porque "gastamos" cerca de 45 anos da nossa vida a aprender para ter uma profissão e a trabalhar numa profissão: se não gostarmos dela(s), vamos ser muito infelizes. E disse que é muito mais importante gostarmos da nossa profissão, do que termos uma profissão em que ganhamos muito dinheiro mas em que somos muito infelizes. E tem razão.
Obrigada ao Afonso Cruz, obrigada à Câmara Municipal, que ofereceu os livros aos alunos que participaram. Obrigada à Nádia e ao Guilherme😊.
Ligação para a presentação do livro no youtube
TC