30 outubro 2020

A ORIGEM DO HALLOWEEN

Algumas professoras e funcionárias da EPDRAC decidiram brincar ao Halloween. Estava no Plano Anual de Atividades. Vestiram-se a preceito e ofereceram 
doçuras... 😊  

O primeiro registo do termo Halloween é de cerca de 1745. É uma contração do termo escocês All Hallows' Eve que significa véspera do Dia de Todos-os-Santos, data comemorativa do calendário cristão. Embora existam várias teorias sobre a sua origem, a mais difundida aponta para o festival celta das colheitas, Samhain, celebrado na Irlanda, Escócia e Ilha de Man, entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão").

As festividades eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana. A "festa dos mortos" seria uma das datas mais importantes, pois celebrava o que para os cristãos seriam "o céu e a terra". As festas eram presididas pelos sacerdotes druidas, que atuavam como "médiuns" entre as pessoas e os seus antepassados.

Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar "Todos os Mártires". Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV transformou o Panteão, o templo romano dedicado a todos os deuses, num templo cristão que dedicou a "Todos os Santos". A festa, inicialmente celebrada no dia 13 de maio, passou para 1 de novembro, dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma.

Como festa grande, ganhou a sua vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro), o All Hallow's Eve.

Na Idade Média, um costume do Dia de Finados era o souling (de "soul", alma), em que crianças iam pedindo pelas portas um bolo, o "bolo das almas", em troca do qual fazia uma oração pelos familiares falecidos de quem lhes dava o bolo.

Essa tradição poderá ter evoluído para a tradição de pedir um doce, sob ameaça de fazer uma travessura (trick or treat, "doce ou travessura").

A pouco e pouco foi incorporada uma série de elementos, de que temos por exemplo o costume dos "disfarces", possivelmente nascido na França entre os séculos XIV e XV, na sequência da Peste Negra, que criou entre os católicos um grande temor e preocupação com a morte.

Multiplicaram-se as missas na festa dos Fiéis Defuntos e nasceram muitas representações artísticas que recordavam às pessoas a sua própria mortalidade, algumas delas conhecidas como danças da morte ou danças macabras.

A atual festa do Halloween é, assim, produto da mescla de muitas tradições,  algumas das quais não enumerámos aqui. 

Entre as atividades de Halloween estão festas e fantasia, o "doce ou travessura", decorar a casa, fazer lanternas de abóbora, fogueiras, jogos, ir a festas "assombradas", contar histórias assustadoras e assistir a filmes de terror. 

Dia das Bruxas, Wikipédia, https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_das_Bruxas (Texto adaptado)

26 outubro 2020

MIBE - Mês Internacional da Biblioteca Escolar

 Em Outubro celebra-se o MIBE. O tema deste ano é Descobrir caminhos para a saúde e o bem-estar, em que a biblioteca da EPDRAC está perfeitamente enquadrada. Diz a RBE, relativamente ao tema escolhido, que "A biblioteca escolar, assumindo a missão de servir a comunidade, é convidada a celebrar neste mês os caminhos que vai descobrindo para ajudar a promover a saúde e o bem-estar ocupacional, emocional, físico, espiritual, intelectual e social das crianças e jovens."

Um dos pontos fortes do nossos Plano Anual de Atividades incide exatamente no apoio aos nossos alunos na descoberta desses caminhos. Porque são jovens e, muitos deles, porque residem em Alter durante o ano letivo, sem as famílias.

Para isso contamos com a colaboração dos nossos parceiros, que desenvolvem ações de esclarecimento e se disponibilizam para os apoiar para além destas sessões.

Agradecemos-lhes todo o apoio e colaboração!

ESTIVEMOS COM O ANDRÉ FERNANDES NA EPDRAC!!!


Hoje tivemos o André Fernandes novamente na EPDRAC, para conversar com os nossos alunos. Eles gostam, o que o André lhes diz "toca-os". É bom terem alguém jovem que lhes dá resposta a inquietações e dúvidas. O André “descomplica” o complicado.

Este ano pedimos-lhe para vir no Dia da Biblioteca Escolar, integrada no MIBE, Mês Internacional da Biblioteca Escolar. 

O André conversou com os 11º e 12º anos, cerca de 70 alunos divididos em dois grupos, e com os professores que os acompanhavam. Foi no pavilhão de EF, agora improvisado para aulas, para permitir o distanciamento necessário. 

E a conversa escorreu, fácil. Alunos e professores puseram questões, falaram das suas experiências. No fim, grupos mais pequenos de alunos e de professores ficaram a conversar com o André

Ele vai voltar😉 !

01 outubro 2020

PALAVRAS&Cª - EDIÇÃO DE SETEMBRO

O Palavras&Cª, jornal bianual da EPDRAC, sai tradicionalmente pelo Natal e pela feira de Abril. Este ano não foi oportuno lançar a edição de Abril, devido ao confinamento. Decidimos por isso fazer uma edição especial no início do ano letivo, a fim de dar as boas vindas a todos os alunos e professores, principalmente aos que estão de novo na EPDRAC, para ficarem a conhecer o que por aqui fazemos. 
E fazemos coisas muito boas!