17 dezembro 2015

Ludwig van Beethoven nasceu há 245 anos

No dia 17 de Dezembro de 1770 era baptizado em Bona, reino da Prússia, actual Alemanha, Ludwig van Beethoven.
A Wikipedia(1) diz no seu artigo sobre o músico e compositor: "Beethoven foi um compositor alemão, do período de transição entre o Classicismo (século XVIII) e o Romantismo (século XIX). É considerado um dos pilares da música ocidental, pelo incontestável desenvolvimento, tanto da linguagem como do conteúdo musical demonstrado nas suas obras, permanecendo como um dos compositores mais respeitados e mais influentes de todos os tempos. "O resumo de sua obra é a liberdade", observou o crítico alemão Paul Bekker (1882-1937), "a liberdade política, a liberdade artística do indivíduo, sua liberdade de escolha, de credo e a liberdade individual em todos os aspectos da vida".

Cerca de 1796, estando já em Viena de Áustria, foi-lhe diagnosticada a doença que o levaria à surdez, o que o deixaria bastante perturbado, pois isso limitaria tanto a sua vida artística como social, isolando-o do mundo. Mais tarde, em 1802, escreveria no seu testamento:

"Ó homens que me tendes em conta de rancoroso, insociável e misantropo, como vos enganais. Não conheceis as secretas razões que me forçam a parecer deste modo. Meu coração e meu ânimo sentiam-se desde a infância inclinados para o terno sentimento de carinho e sempre estive disposto a realizar generosas acções; porém considerai que, de seis anos a esta parte, vivo sujeito a triste enfermidade, agravada pela ignorância dos médicos."

Beethoven escreveu inúmeras obras musicais de vários tipos, de que se destacam nove sinfonias, sendo a Nona, sua última sinfonia, a que mais se consagrou no mundo inteiro; o Hino da Alegria, é um símbolo e o hino da UE.
Faleceu em Viena, a 26 de Março de 1827.

Creio poder dizer que é o mais conhecido de todos os compositores de todos os tempos. 
Obrigada, Beethoven. 

10 dezembro 2015

Candidatura da Coudelaria de Alter a património mundial

Temos a sorte de estar sediados na Coudelaria de Alter, um espaço lindo, cheio de História, de que o cavalo AR é a referência.
Foi ontem assinado o protocolo da candidatura a património Mundial:

Coudelaria de Alter a Património MundialA Coudelaria de Alter quer ser classificada como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO. O Município de Alter do Chão e a Companhia das Lezírias assinaram o protocolo de cooperação para a instrução do processo que conduzirá à inscrição da Coudelaria como Património Mundial, a ser apresentado à UNESCO.Reportagem Exclusiva para ver em www.perspetiva.com
Posted by Perspetiva on Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2015

01 dezembro 2015

1º de Dezembro, Dia da Restauração da Independência


Amanhã vou trabalhar, como num dia normal.
No entanto, comemora-se uma das grandes datas da nossa História: o dia da Restauração da Independência, em 1640. D. João IV era aclamado rei de Portugal, iniciava-se a dinastia de Bragança.

Ainda há bem poucos anos Alter acordava às seis da manhã, ao som de foguetes e da banda filarmónica a tocar o Hino da Restauração; à frente do cortejo ia o Presidente da Câmara e outras entidades. Havia um ar de festa.
Continuo a sentir o orgulho que me ensinaram a sentir quando se falava no dia 1ª de Dezembro. Muito orgulho por Portugal, pela nossa História e pelos que a fizeram grande.  

Amanhã vou trabalhar, mas não é um dia normal.