30 outubro 2020

A ORIGEM DO HALLOWEEN

Algumas professoras e funcionárias da EPDRAC decidiram brincar ao Halloween. Estava no Plano Anual de Atividades. Vestiram-se a preceito e ofereceram 
doçuras... 😊  

O primeiro registo do termo Halloween é de cerca de 1745. É uma contração do termo escocês All Hallows' Eve que significa véspera do Dia de Todos-os-Santos, data comemorativa do calendário cristão. Embora existam várias teorias sobre a sua origem, a mais difundida aponta para o festival celta das colheitas, Samhain, celebrado na Irlanda, Escócia e Ilha de Man, entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão").

As festividades eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana. A "festa dos mortos" seria uma das datas mais importantes, pois celebrava o que para os cristãos seriam "o céu e a terra". As festas eram presididas pelos sacerdotes druidas, que atuavam como "médiuns" entre as pessoas e os seus antepassados.

Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar "Todos os Mártires". Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV transformou o Panteão, o templo romano dedicado a todos os deuses, num templo cristão que dedicou a "Todos os Santos". A festa, inicialmente celebrada no dia 13 de maio, passou para 1 de novembro, dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma.

Como festa grande, ganhou a sua vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro), o All Hallow's Eve.

Na Idade Média, um costume do Dia de Finados era o souling (de "soul", alma), em que crianças iam pedindo pelas portas um bolo, o "bolo das almas", em troca do qual fazia uma oração pelos familiares falecidos de quem lhes dava o bolo.

Essa tradição poderá ter evoluído para a tradição de pedir um doce, sob ameaça de fazer uma travessura (trick or treat, "doce ou travessura").

A pouco e pouco foi incorporada uma série de elementos, de que temos por exemplo o costume dos "disfarces", possivelmente nascido na França entre os séculos XIV e XV, na sequência da Peste Negra, que criou entre os católicos um grande temor e preocupação com a morte.

Multiplicaram-se as missas na festa dos Fiéis Defuntos e nasceram muitas representações artísticas que recordavam às pessoas a sua própria mortalidade, algumas delas conhecidas como danças da morte ou danças macabras.

A atual festa do Halloween é, assim, produto da mescla de muitas tradições,  algumas das quais não enumerámos aqui. 

Entre as atividades de Halloween estão festas e fantasia, o "doce ou travessura", decorar a casa, fazer lanternas de abóbora, fogueiras, jogos, ir a festas "assombradas", contar histórias assustadoras e assistir a filmes de terror. 

Dia das Bruxas, Wikipédia, https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_das_Bruxas (Texto adaptado)

Sem comentários: